Reprodução/Internet

Promotora é 15ª mulher a tomar posse na AML

Da Redação

A promotora de Justiça Lindinalva Correia Rodrigues tomou posse na cadeira de número 37 da Academia Mato-grossense de Letras (AML) na noite de terça-feira (12), em Cuiabá. “As letras me trouxeram até aqui. E existe algo de mágico em um sonho que se realiza, uma energia, um silêncio, um perfume e um monte de palavras não ditas e desnecessárias. É um instante que, se pudesse ser congelado, transformar-se-ia em poema, uma epopeia de gente com gente e de um chorar de alegria só concretizado em poesia. Com muita honra ocuparei a cadeira 37 desta Academia”, afirmou a mais nova imortal de Mato Grosso no discurso de posse.

“Essa noite tem um simbolismo especial para nós, mulheres. Pois essa casa me acolhe enquanto escritora, jurista, feminista e militante dos direitos humanos das mulheres, onde tomo posse pelas mãos de uma mulher, a presidente Sueli Bastita, e sou recepcionada por outra grande humanista, a juíza Amini Haddad Campos. A sobrevivência das mulheres em um mundo tão fortemente marcado pelo masculino não é fácil. Razão maior de nosso regozijo pelo sucesso de uma trajetória celebrada em um espaço historicamente tradicional e conservador como a Casa Barão de Melgaço”, acrescentou.

Conforme a promotora de Justiça, compor a Academia Mato-grossense de Letras era um sonho antigo. “Para mim é uma conquista muito importante como mulher e também como representante do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, ser a 15ª mulher a assumir a Academia com quase 100 anos. Pretendo trazer para cá os projetos sociais que sempre fiz junto à comunidade. O meu projeto é aproximar a academia da comunidade, levando cultura principalmente para as comunidades mais distantes e humildes e, desta forma, compartilhar o conhecimento”, afirmou.

Em seu juramento de posse, reforçou acreditar na cultura e no exercício intelectual como a melhor forma para favorecer a convivência social e como instrumento para concretização da justiça e do engrandecimento do ser humano, fundamentais para o aperfeiçoamento da civilização. “Prometo solenemente empenhar-me para promover o desenvolvimentismo cultural e literário deste estado e deste modo contribuir para a construção de uma sociedade participativa e solidária, sem distinção de classe social ou de poder aquisitivo”, jurou.

Para a presidente da AML, Sueli Batista dos Santos, Lindinalva chega com uma promessa muito boa de trabalho conjunto, principalmente de inclusão literária. “Temos ideia de uma academia itinerante, não só para a capital, mas para mostrar o trabalho da Academia também para o interior”, revelou, lembrando ser companheira de luta da promotora de Justiça há 12 anos pelo empoderamento feminino. “Confesso que neste momento memorável seja difícil falar somente como presidente da Academia Mato-grossense de Letras, afinal, trata-se do momento em que a imortalidade abraça uma amiga que admiro e que tem momentos de sua vida que se entrelaçam aos meus na caminhada pelos direitos da mulher. E hoje saiu da plateia para ocupar a cadeira 37 desse sodalício. Seja bem-vinda Lindinalva Correia Rodrigues”, reverenciou.

Encarregada de fazer a saudação de recepção da nova acadêmica, a magistrada Amini Haddad Campos agradeceu pelos passos da caminhada conjunta, em verdadeira irmandade. “Sabe-se que no universo há centenas de bilhões de estrelas por galáxia, na parte visível do cosmo. Lindinalva, você não é uma estrela, é toda uma galáxia! Mulher destemida, filha amorosa, dedicada profissional, caridosa voluntária no desenvolvimento de políticas públicas de inclusão, mãe cuidadosa, esposa companheira, amiga-irmã”, exaltou. “Que seu exemplo seja imortalizado, desmedidamente, em plúrima virtude à perspectiva de um novo amanhã, em face das revoluções verdadeiras. Lindinalva Correia Rodrigues, seja conosco parte. Mas, acima de tudo, seja inteira!”, finalizou.

Prestígio – A posse da promotora de Justiça na cadeira 37, cujo patrono é Antônio Vieira de Almeida e que teve como ocupantes Cesário Corrêa da Silva Prado e Bernardo Elias Lahdo, foi prestigiada por familiares, amigos, autoridades e membros do MPMT. Representando o procurador-geral de Justiça na solenidade, o procurador de Justiça Domingos Sávio de Barros Arruda destacou ser importante para a instituição oferecer à sociedade o conhecimento, o saber e a arte literária da colega Lindinalva. “É uma honra muito grande para o Ministério Público esse reconhecimento. Muito justo ser a primeira promotora de Justiça e a 15ª mulher a compor a Academia, justamente por ser uma mulher que defende as mulheres no seu dia a dia”, considerou.

O procurador de Justiça e também integrante da AML João Batista de Almeida reforçou a magnitude da posse. “Vem engrossar ainda mais o rol dos integrantes do Ministério Público aqui na Academia. Já temos o professor Benedito Pedro Dorileo, o saudoso Benedito Satiro, e agora vem a Lindinalva para somar conosco. Então é uma satisfação muito grande ter essa colega valorosa conosco”, declarou.

Compareceram à solenidade a subprocuradora-geral de Justiça Administrativa, Eunice Helena Rodrigues de Barros, o procurador de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho, os promotores de Justiça Antônio Sérgio Cordeiro Piedade, Joelson de Campos Maciel, Sasenazy Soares Rocha Daufenbach e Vinícius Gahyva Martins.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário