Reprodução/Internet

Mesmo sem RGA, gasto com pessoal cresceu em 2019

Thiago Andrade do GD

Mesmo sem dar a Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores do Estado e nem os aumentos de carreira – como no caso dos servidores da Educação – o governador Mauro Mendes (DEM) viu a folha de pagamento subir quase R$ 1 bilhão em 2019, segundo os dados do Portal Transparência do governo.

Os dados mostram que Mato Grosso gastou R$ 20,006 bilhões em 2019, ante R$ 18,043 bilhões gastos em 2018, último ano da gestão Pedro Taques (PSDB).

Segundo os dados, o Estado gastou R$ 11,796 bilhões em 2019 contra R$ 10,965 bilhões gastos em 2018.

Ao longo do ano houve uma luta constante do governo para reduzir a folha de pagamento. Logo em janeiro, o Estado adotou uma equação de pagamento do RGA, que deve inviabilizar o pagamento por um tempo, enquanto não há um grande crescimento da receita do governo.

Segundo o portal Mira Cidadão, os gastos com pessoal ficaram em 60,8% do total gasto em 2018 e 59% do total gasto em 2019.

No entanto, o governador conseguiu a redução dos valores repassado aos Poderes, em 2018 eles consumiram R$2,836 bilhões e R$ 2,750 bilhões em 2019.

Em 2018 foram pagas R$ 1,043 bilhão de dívidas e R$ 2,013 bilhões em 2019, por conta da renegociação com o Bank of America. O custeio subiu de R$ 2,429 bilhões em 2018 para R$ 2,730 bilhões em 2019.

Houve ainda, segundo a transparência do governo, a redução dos investimentos, no último ano da gestão Taques foram investidos R$ 767,898 milhões e no primeiro ano da gestão Mauro R$ 715,855 milhões.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário