Reprodução/Internet

Deputados votam Previdência de MT só em janeiro de 2020

Thiago Andrade do GD

Os deputados estaduais entraram em uma grande discussão na noite desta terça-feira (17) durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa por conta do projeto do governo que pretende elevar para 14% a contribuição previdênciária dos servidores públicos de Mato Grosso. O deputado da base governo e também servidor de carreira do Estado, Paulo Araújo (Progressistas), foi o responsável pela articulação de mudança da data de avaliação da Mensagem.

Os deputados Lúdio Cabral (PT) e Elizeu Nascimento (DC) usaram a tribuna da Assembleia para se manifestarem contra a proposta do governador Mauro Mendes (DEM).

A deputada Janaina Riva (MDB) entendeu que a crítica dos dois parlamentares era contra a articulação de Paulo Araújo. Ela usou a tribuna para defender o colega e destacou que o tempo maior para a discussão da matéria vai possibilitar uma melhor avaliação do conteúdo do texto.

Segundo a deputada, Paulo não é um defensor da proposta do governo, mas está buscando uma construção junto ao governo e destacou que, na gestão passada, a oposição não conseguia fazer isso por conta da articulação do governador Pedro Taques (PSDB). Janaina lembrou que no caso da nova alíquota da Previdência não há o que discutir, já que é uma previsão da Emenda Constitucional da Reforma da Previdência.

Os dois deputados usaram a tribuna novamente para dizer que não estavam criticando o colega de Parlamento.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário