Reprodução/Internet

“Amarelinhos” terão segurança da Polícia para guincharem carros em Cuiabá

Da Redação Lizandra Macedo

Visando garantir a segurança dos agentes de trânsito “amarelinhos”, as autoridades de trânsito irão tomar uma série de medidas para evitar que estas situações se repitam, as medidas foram “anunciadas” pelo titular da Delegacia de Delitos no Trânsito (Deletran) de Cuiabá, delegado Christian Cabral, durante uma entrevista concedida ao programa Balança MT (TV Cidade Verde – canal 12.1).

As medidas visam garantir, principalmente, a segurança dos agentes de trânsito no cumprimento de suas funções. “Nós observamos que tem sendo difundida uma cultura de hostilidade aos agentes municipais de trânsito e isso tem nos causado uma grande preocupação”. É importante chamar a atenção que as fiscalizações só acontecem porque as políticas públicas e ações de educação são falhas, conclui o Delegado.

Ele diz que  a Deletran, assim como a Semob, também possui a capacidade de aplicar multas e medidas administrativas por infrações de trânsito.

Por meio de nota, a Secretaria de Mobilidade Urbana explicou a situação e disse que será registrado boletim de ocorrência contra os rapazes que agrediram os agentes e o funcionário do guincho.

Veja a íntegra da nota:

A respeito da situação de violência registrada no início da tarde desta terça-feira (14) Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que:

– Os agentes de trânsito e o funcionário da empresa responsável pelo guincho atuaram em conformidade com as suas funções e com suas atribuições legais.

– As motocicletas removidas estavam estacionadas sobre a calçada, infração considerada grave.

– A irregularidade impede o fluxo de pedestres pelas calçadas, colocando-os em risco.

– A Secretaria e o profissional que foi vítima de agressão registrarão boletins de ocorrência junto à Polícia Militar (PM).

– Os envolvidos devem responder pelos crimes de vandalismo e agressão. 

– As imagens feitas pelos cidadãos que testemunharam as agressões serão repassadas às autoridades e o crime será investigado pela Polícia Civil.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário