Reprodução/Internet

Deputado se irrita e pede “fechamento da AL”

Carlos Martins

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) lamentou a ausência de 13 deputados na sessão matutina desta quinta-feira (05) na Assembleia Legislativa. As faltas constantes, que tem prejudicado os trabalhos, mereceu até um pedido de fechamento do parlamento, por parte do deputado Silvio Favero.

“Entendo perfeitamente sua angústia, colega deputado, de propor o fechamento do parlamento estadual, com o que não concordo, mas compreendo sua angústia”, disse Wilson Santos. Ele disse que tem ouvido as constantes queixas de Favero. “Eles [deputados] não vêm trabalhar, não haverá sessão de novo. Só querem receber, não aparecem, não cumprem o dever, não honram o compromisso eleitoral com a sociedade”.

Wilson Santos disse que os deputados que não comparecem ás sessões, assumiram um compromisso oficial com a sociedade, quando, de livre e espontânea vontade, foram às ruas do Estado, debateram em praças públicas. “Se comprometeram em assumir a responsabilidade de construir um parlamento novo, que viesse ao encontro da nova politica”, disse o deputado, lamentando as ausências.

Em sua fala, Wilson aproveitou para destacar a presença dos colegas presentes na sessão. “Quero, ao mesmo tempo, parabenizar os 11 colegas que vieram, esses heróis da resistência: Max Russi, Valdir barranco, Romoaldo, Lúdio Cabral, Dr. João, Saturnino Masson, Delegado Claudinei, Elizeu Nascimento, João Batista, Sebastião Rezende e Wilson Santos”.

CORTE DO PONTO 

Na sessão de ontem, o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, ameaçou não apenas cortar o ponto dos deputados que não compareceram na semana, mas do mês inteiro. Botelho chamou a atenção dos deputados para necessidade de limpar a pauta. Para isso, anunciou para a próxima semana um mutirão, o que requer a presença dos 24 deputados durante as sessões ordinárias na terça, quarta e quinta-feira.

Ele argumentou que existem 14 Projetos de Lei Complementar (PLC) que necessitam da presença de 14 deputados em plenário para serem votados, além de outros 40 projetos que estão em tramitação.

“Eu vou fazer uma conversa com os deputados e na semana que vem eu vou convocar todos para um mutirão. E aí eu vou considerar quem não vir semana que vem eu vou usar não o corte do ponto, eu vou cortar o mês inteiro, vou cortar a VI do mês inteiro do deputado que não vir semana que vem nesse mutirão”, disse Botelho.

 


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário