Sindicato aponta “assunto interno” e critica deputado de MT por detonar delegado na AL

Welington Sabino

A troca de farpas envolvendo os delegados da Polícia Civil, Flávio Henrique Stringuetta e Claudinei Lopes (PSL), atualmente afastado da função para exercer o mandato de deputado estadual, motivou a Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso a divulgar uma nota criticando a postura do parlamentar, que usou a tribuna da Assembleia para detonar o colega de profissão, classificado por ele como “guerrilheiro de Whats”. Para Maria Alice Barros Martins Amorim, presidente do Sindicato de Delegados de Polícia de Mato Grosso, questões internas e desentendimentos pessoais que dizem respeito apenas à classe, não devem ser levadas a público da forma como fez o deputado Claudinei.

A fala de Lopes durante sessão da última terça-feira (19) foi uma resposta às declarações de Stringuetta nas redes sociais, questionando o posicionamento do parlamentar em relação a possibilidade de fechamento de 16 delegacias no interior do Estado por falta de efetivo, tanto de delegados quanto de investigadores e escrivães. “É sabido por todos o reconhecimento profissional que a sociedade mato-grossense tem pelo Delegado de Polícia Flávio Stringueta”, enfatiza a presidente do Sindicato ao destacar também a trajetória de Claudinie Lopes enquanto delegado da PJC. “Também é do conhecimento de todos, o calibre do Delegado de Polícia Claudinei Lopes, a quem a sociedade deferiu a confiança de representá-la como Deputado Estadual”.

Apesar disso, ela lamenta que questões internas sejam levadas a público, deixando vulneráveia a instituição e a classe que ambos representam. “Entendemos que o plenário de uma Casa de Leis não é lugar adequado para tratar questões e desentendimentos pessoais. Palavras ditas no calor da emoção, jamais poderão sobrepor as realizações de profissionais tão gabaritados e que tanto contribuem para o fortalecimento da categoria e para a segurança de Mato Grosso. Palavras passam, mas o trabalho sólido realizado por estes profissionais sempre ficarão”, ressalta a sindicalista.

A CONFUSÃO

Ao usar a tribuna da Assembleia para criticar a postura do colega, Claudinei Lopes se mostrou chateado com Strigueta e rebateu comentários feitos pelo delegado. “Ele diz que esse deputado cuspiu no prato que comeu. Ou seja, não valorizou a Polícia Judiciária Civil, demostrando a intenção clara de jogar este deputado contra as categorias da PJC, colocando palavras na minha boca que eu nunca falei”, destacou.

Pelo discurso de Claudinei no Legislativo Estadual, quem “joga contra” a categoria de delegados e contra a própria instituição é Stringuetta que “pisa nos colegas” em posicionamentos nas redes sociais para se autopromover. “Então, senhor Flávio Stringuetta, o senhor está sendo um guerreiro de WhatsApp, de mídias sociais. O senhor fazia mais de 1 ano que não aparecia e, para sair do ostracismo, vem com essa conversinha bonita, ofendendo este delegado que agora é deputado. É acostumado a fazer isso, para sair do ostracismo gosta de pisar nos colegas, humilhar os delegados”, disparou.

Agora, com o posicionamento da presidente do sindicato, a ideia é que ambos os envolvidos evitem prolongar o assunto em público.(FolhaMax)


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário