Reprodução

Operação combate fraudes nas gestões Mauro Mendes e Pinheiro

Lázaro Thor Borges e Pablo Rodrigo-GD

A Polícia Judiciária Civil (PJC) deflagrou nesta terça-feira (27) operação Ippon, para combater desvio de recursos em projetos sociais da prefeitura de Cuiabá, fraudes que ocorreram durante a gestão Mauro Mendes (DEM) e supostamente ainda ocorrem na gestão Emanuel Pinheiro (MDB), entre os anos de 2014 a 2017.

Informações preliminares esclarecem que um dos projetos investigados é o Siminina, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano.

O programa foi estabelecido para oferecer diversas atividades educativas, esportivas, recreativas e culturais, como aulas de dança, teatro, cidadania e reforço escolar.

A denuncia aponta que uma das empresas que tinha contratos com a Secretaria de Assistência Social era de fachada, e tinha como sede o ginásio Dom Aquino, em Cuiabá.

Estão sendo cumpridos 5 mandatos de busca e apreensão na casa de funcionárias da Secretaria Municipal de Assistência e um deles na própria secretaria.

A denúncia aponta desvios por meio de convênios firmados pela Prefeitura de Cuiabá e o Instituto Mato-grossense de Artes, Cultura e Desporto.

Segundo apurado, o instituto criava projetos que em tese beneficiariam crianças e adolescentes, mas há informações de que teriam sido usados para atender interesses pessoais, mediante a utilização de notas fiscais fraudulentas para justificação de verbas públicas.

A operação Ippon recebeu esse nome em alusão a expressão utilizada em competições de artes marciais para atribuir um golpe perfeito.

Emanuel Pinheiro

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, determinou que todos os servidores colaborem com  a operação, prestando todas as informações requisitadas. Também foi determinado que a Procuradoria da prefeitura acompanhe o caso.

Mauro Mendes

A reportagem entrou em contato com a assessoria do ex-prefeito Mauro Mendes e aguarda manifestação.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário