Divulgação

Taques promete ampliar escolas em tempo integral e militares

Da Redação

Em entrevista a uma rádio da Capital nesta semana, o governador Pedro Taques fez o compromisso de ampliar o número de escolas em tempo integral e as escolas militares no segundo mandato. Na gestão Taques foram criadas 40 escolas em tempo integral. Antes não havia nenhuma.

Com relação às Escolas Militares, o Governo adotou uma política de interiorização. Antes, só havia uma escola militar Tiradentes, sediada em Cuiabá. Hoje as cidades de Sorriso, Confresa, Nova Mutum, Juara, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis e Alta Floreta já estão com unidades criadas. “Eu sempre entendi o poder da educação. Sou filho de um pequeno produtor e de uma professora. Foi por meio da educação que eu tive minha vida transformada. Estudei, passei num concurso público e me tornei procurador da República. Sei o poder da educação na vida de uma pessoa, como o ensino pode melhorar a vida das pessoas, por isso queremos ampliar nossas ações na educação, como as escolas militares e as Escolas Plenas em tempo integral”, disse o governador.

Taques destacou outras ações para a educação, como o concurso e chamamento para 5.748 profissionais e também a valorização salarial dos professores. Em sua gestão, a categoria teve aumento de 48%. “E nós vamos manter os aumentos previstos até 2023 pela Lei Complementar 510”, garantiu.

Numa parceria inédita com a Associação dos Produtores de Algodão de Mato Grosso (Ampa), o Governo distribuiu 2,4 milhões de camisetas de uniforme. Foram 800 mil unidades durante três anos seguidos, duas unidades por aluno. Antes cada unidade fazia seu uniforme e aluno tinha que comprar para pagar o custo da confecção. Agora os alunos compram por até R$ 5 reais o uniforme e o dinheiro fica na escola, sendo usando para projetos pedagógicos ou cantina.

Outro ponto de destaque é a alimentação escolar. O governo Pedro Taques aumentou em 934% os investimentos para esta área.  Conforme a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, em 2015, quando assumiu, foram destinados R$ 2,1 milhões para a alimentação escolar. Em 2017, os investimentos em alimentação escolar chegaram a R$ 9,2 milhões e, até o fim de 2018, serão repassados R$ 20,5 milhões. “A Seduc investe R$ 20 milhões em alimentação escolar. É o maior e melhor restaurante social que temos. Alimentamos por dia 400 mil alunos, nas escolas plenas são três alimentações diárias”, disse a secretária.

Pró-Escolas Infraestrutura – Nesses três anos e oito meses foram construídas 43 novas escolas e 26 quadras poliesportivas. Conforme a secretária, são 116 obras em andamento, entre reformas e construção, sendo que apenas 30% dessas obras contam com recursos do Governo Federal. “A maioria das nossas obras foram para substituição porque os espaços não eram adequados para nossas crianças”, explicou a secretária.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário