Divulgação

Secretário critica proposta de reformulação do Fethab apresentada por Eder Moraes

Da Redação

Após o ex-secretário de Estado durante as gestões Blairo Maggi (PP) e Silval Barbosa, Eder Moraes, ir até a Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (17), para apresentar a proposta de transformar o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) em um fundo de investimento de economia mista, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Marcelo Duarte criticou a sugestão, dizendo que “tudo o que a gente não precisa é de mais uma empresa de economia mista no Estado”.

Para o gestor, a criação de um novo aparelho de gestão dos recursos que hoje são geridos pela Sinfra representaria mais gasto para o governo. “Eu acho que existem mecanismos modernos, como concessões, PPP’s que podem ser utilizados. Não conheço a proposta, mas, só de incluir mais uma empresa, eu entendo que isso não faz sentido, uma vez que o Estado tem que ser menor, mais ágil, mais eficiente. Qualquer criação de uma empresa representa um inchaço desnecessário ao Estado”, avaliou Duarte.

Conforme Eder Moraes, a medida proposta por ele tem potencial para atrair investimentos na ordem de R$ 10 bilhões a R$ 35 bilhões em infraestrutura. Marcelo Duarte evitou comentar sobre o autor da ideia, que é condenado a mais de 80 anos de prisão em processos sobre esquema de corrupção, na Operação Ararath. “Eu não vou comentar sobre o autor porque que acho que isso já está mais do que comentado”.

A apresentação de Eder Moraes foi feita na manhã desta terça-feira (17) ao deputado estadual Oscar Bezerra (PV), que se comprometeu em levar o assunto para discussão no Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário