Divulgação

STF encerra instrução e está próximo de sentenciar Sachetti por crime de responsabilidade

Arthur Santos da Silva do GD

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), encerrou a fase de instrução processual na ação penal contra o deputado federal Adilton Sachetti (PRB) por crime de responsabilidade.

“Encerrada a instrução, a Procuradora-Geral da República requer, em diligência, a degravação dos áudios dos depoimentos das testemunhas e dos interrogatórios. Defiro o pedido”, decidiu a ministra no dia 10 de abril.

Sachetti foi interrogado no dia 20 de março. A oitiva do réu é a última fase da instrução. O processo tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) por prerrogativa de foro.

A denúncia narra que Sachetti, enquanto prefeito de Rondonópolis (215 km de Cuiabá) em 2008, teria empregado irregularmente verbas públicas repassadas por convênio firmado com o estado de Mato Grosso.
Maria Perpétua Teixeira de Oliveira Stefanini, ex-secretária municipal de Promoção e Assistência Social, também é processada.

A denúncia foi respaldada por considerável investigação preliminar em sede de inquérito civil, da qual sucedeu ação civil pública. A investigação foi conduzida pelo Ministério Público Estadual (MPE) e contou com 8 volumes de documentos, sobre os quais o réu Adilton foi devidamente notificado para apresentar defesa por escrito.

O deputado chegou a pedir a nulidade do processo, mas recebeu decisão negativa da ministra Rosa Weber em maio de 2017.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário