Divulgação

Sou Pedro e não São Pedro, diz governador sobre o novo PS de Cuiabá

RepórterMT

O governador Pedro Taques (PSDB) se isentou do atraso na entrega da obra do novo Pronto-Socorro de Cuiabá, prevista, inicialmente, para este mês de abril, quando a capital comemora 299 anos.

Para ele, o que deve ser criticado são as gestões anteriores, que não iniciaram a construção de uma nova unidade de saúde.

“Isso deve prejudicar a imagem dos que não fizeram. Na campanha assumi o compromisso e quatro meses depois de assumir o mandato, iniciei a obra. Mas, não posso ser responsabilizado pelo tempo da obra. Tudo tem seu tempo e não posso resolver isso, porque sou Pedro, não São Pedro, para resolver o problema do tempo”, declarou o governador.

Taques disse que o atraso já estava previsto desde o início do ano, porém, apontou que o Pronto-Socorro deve ser entregue ainda no primeiro semestre deste ano.

“Na última vistoria que fizemos [em janeiro], eu e o prefeito Emanuel [Pinheiro (MDB)] já tínhamos informado que não seria possível entregar o Pronto-Socorro para o aniversário de Cuiabá, mas que ficaria para o primeiro semestre de 2018”, afirmou.

Ele assegurou os recursos para a compra dos equipamentos para a nova unidade hospitalar, mas sem especificar os valores que o Estado destinará por meio de convênio para a Prefeitura de Cuiabá.

“Os valores serão aqueles que forem definidos tecnicamente pelo Governo, Secretaria de Saúde e prefeitura. O Estado vai pagar os equipamentos. Vamos terminar, equipar e entregar o Pronto-Socorro”, disse.

A licitação para compra dos equipamentos foi lançada pela prefeitura em janeiro. Ao todo, estão previstos três lotes, cujo valor total alcança os R$ 48 milhões.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário