Divulgação

Após pesquisa, Taques convidará juíza que “limpa” MT para vice em sua chapa

FolhaMax

O governador Pedro Taques (PSDB) irá convidar a juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, para ser candidata a vice na chapa que concorrerá a reeleição nas eleições de outubro deste ano. Para que isso aconteça, ela precisa deixar o Judiciário e se filiar a um partido político até o dia 7 de abril.

A decisão de Taques tem como base uma pesquisa qualitativa, realizada para consumo interno, que apontou a magistrada como a pessoa pública de maior credibilidade em Mato Grosso. Pesa ao favor de Selma Rosane o fato de ela não ser política de carreira e julgar casos de grande relevância, inclusive envolvendo políticos acusados de corrupção.

Selma é cogitada para disputar as eleições desde 2015, quando decretou as prisões do ex-deputado José Riva e do ex-governador Silval Barbosa, entre outros políticos. Porém, sempre manteve suspense sobre a possibilidade de se aposentar e ingressar na vida pública. Ela, em entrevistas, aponta que mesmo tendo tempo de serviço suficiente para a aposentadoria, prefere concluir algumas ações penais sob sua responsabilidade.

A possível candidatura de Selma Rosane como vice de Taques resolveria dois grandes dilemas vividos pelo governador. Taques viu seu atual vice, Carlos Fávaro, que já sinalizava uma candidatura própria, declarar publicamente que pretende buscar uma cadeira no Senado Federal. O chefe do executivo estadual enfrenta também dificuldades com a base aliada no que diz respeito a montagem da chapa majoritária.

A manutenção de Fávaro como vice estava selada, após a realização de uma feijoada na casa do governador, em um condomínio fechado da capital, mas a desistência do senador licenciado e ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), de tentar a reeleição, mudou todo o cenário político para as eleições de outubro deste ano. Um dos primeiros movimentos foi a saída de Fávaro da chapa, para concorrer a uma vaga ao Senado.

Com isso, ficou aberto o espaço para um novo vice para o governador Pedro Taques, que irá concorrer a reeleição. Ao mesmo tempo, aliados do governador nas eleições de 2014 estariam discutindo a possibilidade de compor um grupo alternativo às eleições. É o caso do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (que se filiará ao DEM), e do ex-senador Jaime Campos (DEM).

 


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário