Divulgação

Empregada doméstica facilita furto na casa do patrão

Da Redação

Patrões viajaram e deixaram a casa, em Barra do Garças (509 Km a Leste de Cuiabá), sob a responsabilidade da empregada doméstica, que é casada com integrante de uma quadrilha de furto. Na ausência dos donos da residência, ela avisou ao marido sobre a vulnerabilidade do local e o bando fez o furto.

A partir desta ocorrência a Polícia Civil iniciou investigações que levaram à prisão de cinco acusados de participar deste esquema criminoso.

A prisão foi feita nesta quarta-feira (3), em Barra, durante operação integrada “Fiducia” da Polícia Judiciária Civil, Militar e do Sistema Penitenciário.

Entre os presos estão, Lucas Ribeiro Brito Oliveira, Cleyton Vinicios Alves dos Santos, Wkariston Barbosa Lauriano, Lucas Souza Cardoso, e Emmylle Souza da Silva. Os acusados responderão pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa. Um dos integrantes do grupo continua foragido.

As investigações realizadas pela Área Regional de Inteligência da Polícia Militar, Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra, da Polícia Judiciária Civil e Sistema Prisional resultaram apreensão de uma arma de fogo, drogas, dinheiro e pertences das vítimas.

O furto

No dia do furto, a empregada prendeu os cachorros e aguardou a concretização do crime. Os ladrões levaram um jet ski com carreta semirreboque, avaliado em R$ 60 mil, TVs, notebook, jóias e roupas das vítimas.

No dia seguinte, ela ligou para os donos da residência para informar sobre o furto.

Assim que as forças de Segurança foram acionadas do crime, iniciaram as investigações, realizando a análise de câmeras de segurança das proximidades e identificando o veículo que rebocou o jet ski para fora da residência. O trabalho também identificou dois suspeitos, usuários de tornozeleira eletrônica, que estavam no dia, horário e local do crime.

Com as informações, os policiais conseguiram chegar até uma residência em que foram encontrados o jet ski, uma televisão, três aparelhos celulares e roupas das vítimas. No momento da apreensão a televisão já estava instalada no quarto de um dos suspeitos. Outro envolvido no furto trajava roupas da vítima.

Na ocasião, como não havia situação de flagrante, os investigados foram conduzidos a delegacia, ouvidos e liberados.

No inquérito policial, o delegado, Wiliney Santana Borges, representou pela prisão preventiva de 7 suspeitos de envolvimento no crime de furto qualificado.

Os objetos apreendidos foram restituídos às vítimas.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário