Divulgação

Zebra na Inglaterra Leicester é campeão

Veja

A festa em Leicester já estava preparada e não tem hora para acabar. Os jogadores da equipe se reuniram na casa do atacante Jamie Vardy, eleito nesta segunda-feira o melhor jogador do Campeonato Inglês, para secar o Tottenham diante do Chelsea. A corrente deu resultado: o Chelsea saiu perdendo por dois gols, mas buscou o empate em 2 a 2 nos minutos finais do clássico londrino em Stamford Bridge e, assim, garantiu o primeiro título inglês da história de 132 anos do Leicester City. A farra nos pubs da cidade de pouco mais de 300.000 habitantes na região central da Ingletarra deve varar a madrugada e ficará completa no próximo domingo, quando o Leicester enfrentará o Everton em sua casa, o King Power Stadium, e receberá o inédito troféu.

Além dos atletas do Leicester, alguns torcedores também também foram até a porta da casa do artilheiro Vardy e assistiram ao jogo do Chelsea do lado de fora. A principal ausência na festa foi o técnico da equipe, o italiano Claudio Ranieri, que havia retornado ao seu país para almoçar com sua mãe, de 96 anos, e retornaria ainda nesta segunda à Inglaterra para participar das celebrações.

O Tottenham, que não conquista a liga inglesa desde 1961, ainda tinha chances de se manter na disputa a três rodadas do fim e foi com tudo para a cima do rival Chelsea. O artilheiro Harry Kane e o sul-coreano Son Heung-Min marcaram para o Tottenham ainda na primeira etapa. O Chelsea, porém, diminuiu com o zagueiro Gary Cahill e arrancou o empate aos 28 do segundo tempo, com um belíssimo gol do belga Eden Hazard.

Com o empate, o Tottenham foi a 70 pontos, sete a menos que o líder Leicester, que não pode mais ser alcançado. As Raposas, como a equipe é conhecida, se tornou, assim, uma das maiores zebras da história do futebol.

Histórico – Na semana passada, o novo presidente da Fifa Gianni Infantino definiu bem a façanha do Leicester: um conto de fadas. Com um orçamento incrivelmente mais baixo que os gigantes Manchester United, Manchester City, Liverpool, Arsenal e Chelsea, o Leicester chegou à conquista com um jogo pragmático, baseado em forte marcação e contra-ataques rápidos, e graças ao talento de jogadores antes rejeitados ou pouco conhecidos.

Entre os heróis da conquista destacam-se Jamie Vardy, que há poucos anos atuava na quinta divisão e fazia bicos como operário e hoje é titular da seleção inglesa, o argelino Riyad Mahrez e o técnico Claudio Ranieri, que chegou a seu primeiro título de liga nacional.

O bilionário tailandês Vichai Srivaddhanaprabha também deu uma enorme contribuição. Em agosto de 2010, o clube foi comprado por 39 milhões de libras (cerca de 200 milhões de reais pela cotação atual) pelo grupo asiático Asian Football Investments, que tem como sócia majoritária a King Power – maior empresa de freeshops do mundo, que batizou o estádio do clube e é sua principal patrocinadora. Vichai é o dono da empresa e do clube e investiu parte de sua fortuna no futebol.

Em 2014, o Leicester retornou à primeira divisão depois de dez anos de ausência e Vichai disse que investiria 180 milhões de libras para colocar o clube entre os cinco melhores da Inglaterra em três anos. Fez mais que isso, com menos dinheiro e em menos tempo. Mas apesar do relevante aporte financeiro, o Leicester ainda está muito longe de se equiparar economicamente às potências da liga mais cara da Europa.

Antes do título da Premier League, as maiores glórias da equipe haviam sido os títulos da Copa da Liga Inglesa em 1964, 1997 e 2000 e o vice-campeonato nacional em 1929.

O título do Leicester foi muito celebrado nas redes sociais até por torcedores de outras equipes.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário