Divulgação

Dana rebate e técnico despista sobre retorno de McGregor ao UFC 200

UOL

O presidente do UFC, Dana White, rebateu o post de Conor McGregor na tarde desta segunda-feira (25) após o irlandês dizer que havia sido recolocado no card do UFC 200, em que deveria enfrentar o norte-americano Nate Diaz. O treinador do atleta, John Kavanagh, também não evitou comentar a participação de Conor no evento histórico do UFC.

Segundo o mandatário da organização, que optou por tirar McGregor do card após o irlandês recusar-se a participar da coletiva de imprensa para promoção do evento, não houve nenhuma conversa entre o UFC e o campeão peso pena para mudar o que já estava decidido.

“Nós não falamos com McGregor ou seu empresário desde a conferência de imprensa. Eu não sei por que ele tuitou aquilo”, disparou Dana White.

Após o anuncio de Dana White mantendo a posição inicial do UFC, o treinador de McGregor, John Kavanagh, não confirmou o retorno de McGregor para o card do UFC 200. Em entrevista ao programa The MMA Hour, Kavanagh disse não ter falado com Conor McGregor desde a noite de domingo, mas, até onde sabia, a luta seguia cancelada.

“Eu não falei com o Conor desde então, porque ele está com o Paddy (outro lutador irlandês que anunciou aposentadoria na manhã desta segunda-feira ). Eu devo ver o Conor à tarde, no treino, e vou ficar sabendo mais coisas”, declarou o treinador. 

Ainda segundo o treinador, ele ficou surpreso pelo modo como a polêmica se desenrolou, já que ele cuida apenas da parte esportiva de McGregor. De acordo com Kavanagh, as coisas aconteceram desta forma por “falta de comunicação” e ainda podem ser resolvidas, mas o fato do UFC não abrir mão de realizar seus principais eventos em Las Vegas, como se fosse a “capital do esporte”, também dificultou o acerto.

“O Conor continua com o pensamento positivo de que boas notícias viriam. Eu acho que as coisas estão andando na direção certa, mas agora tem Jon Jones X Cormier pela vaga (aberta no card com a saída de McGregor). Eu acho que as coisas podem estar caminhando naquela direção. Nós estamos querendo lutar no UFC 200, espero que tenhamos boas notícias. O UFC é um esporte global, não entendo porque tudo tem que ser feito lá”, avaliou Kavanagh.

Por fim, o treinador não tentou defender seu atleta por ter se recusado a participar da coletiva de imprensa. No entanto, deu nova alfinetada nos eventos realizados para promover as lutas da organização e não confirmou a presença de Conor McGregor no UFC que será realizado em Nova York, como havia sido cogitado por Dana White na coletiva.

“Essas obrigações com a mídia, entrevistas e tudo mais… Isso tudo acontece no caminho para a luta. Isso pode ser um problema para qualquer um neste esporte. Aquilo é mais para os fãs. São as mesmas perguntas… Preciso ser honesto, é sempre aquilo: estou treinando duro, estou tendo meu melhor camp, quero derrotar meu adversário. É sempre a mesma coisa”, ressaltou o treinador, que acrescentou.

“Aquilo foi duro de ouvir. Realmente acho que ele estava indo longe demais com aquilo”, concluiu.


O que achou desta matéria? Dê sua nota!:

0 votes, 0 avg. rating

Compartilhar:

Escreva um comentário